Sucesso de Páscoa: História do Chocolate


                      Chocolate  Na Páscoa, o sucesso da comemoração continua sendo o chocolate: doce, amargo, puro ou recheado; de qualquer forma, é sempre irresistível e saboroso.

                    O Chocolate surgiu como bebida no México, primeiramente entre os maias e depois entre os astecas. As sementes do cacaueiro eram tão importantes que passaram a ser utilizadas como  moeda de troca. Os grãos, após fermentados, descascados, secos e torrados, eram transformados em uma pasta amarronzada e,  após ser diluída em água quente e batida até espumar , mesmo agridoce e fria, a bebida era de requinte na festa de reis, nobres e guerreiros.

                     O xocoatl foi levado da América para a Europa pelos espanhóis por volta de 1520, onde se juntou ao açúcar em um mistura quente ,espumante e saborosa. No fim do século XVI surgiram as primeiras produções artesanais destinadas à elite, que se maravilhava com a bebida, que era servida em bules próprios, as chocolateiras.

              O Chocolate passou a ser considerado sagrado, nobre, digestivo e até afrodisíaco, ganhando mais adeptos quando surgiram as indústrias cholateiras, que substituiram os métodos artesanais de produção. Na França foi criada a primeira fábrica de chocolate do país em 1659, e em 1778  foi inventado uma máquina que era capaz de moer e misturar a massa de cacau, dando início à industrialização em maior escala. Em 1819, a Suíça, famosa pela qualidade de seus chocolates, ganhou sua primeira fábrica, que contava com as melhores máquinas da época, tornando o chocolate mais acessível. Em Lausannne na Suíça, misturou-se o avelã à massa de cacau, fazendo desse sabor sua especialidade. Daí em diante, o chocolate foi ganhando diversas versões, ganhando novas receitas como ingrediente de bolos, tortas e doces.

 

Termos relacionados:

Dicas e receitas relacionadas:

Receba de Graça ! Cadastre seu E-mail e receba receitas culinárias e novidades.


Comentários fechados..